O paradigma do planejamento estratégico.

March 2, 2016

Planejar não é adivinhar, mas construir uma ponte segura entre o presente e o futuro.

 

Muitas são as razões alegadas para não se planejar. Esta visão parte de premissas erradas que consideram o planejamento como uma sofisticação desnecessária que poucos podem ter ou da cultura imediatista de soluções à medida que os problemas aparecem. O erro fundamental é ver o planejamento como algo que deva ser feito como “a mais”, sem saber que o ato de planejar e fazer ajustes deve fazer parte da rotina da empresa. É simples: Como uma empresa pode saber se está na direção certa se ela não sabe onde quer chegar? Como alguém pensaria em escalar uma montanha, sem planejar as paradas, a alimentação e a roupa que deve ser levada para a caminhada? A vida de uma empresa é uma caminhada contínua e é preciso saber quais são as dificuldades a serem encontradas, para planejar como passar por elas. “Na hora eu vejo e dou um jeito”, não cabe mais há décadas. Um princípio do planejamento estratégico diz que “se alguém na sua empresa demora mais de um minuto para definir claramente o negócio da empresa, é porque ele deve ser redefinido”. Se partirmos disto, podemos definir todas as etapas posteriores: missão da empresa (de que forma ela quer atender seu mercado), estratégias e táticas (para encaminhar a missão), processos operacionais (ações que atenderão as definições anteriores) e a estrutura funcional através de pessoas com o perfil e competências adequadas para gerenciarem cada um dos processos. Este simples exercício de definição ou revisão é capaz de orientar qualquer empresa a ser uma empresa focada e orientada para seus objetivos. Isso é suficiente? Sim para o início ou redirecionamento das atividades, mas não para manter a empresa aprumada dentro de um mercado competitivo. A caminhada exige vigilância constante diante de dois grandes cenários a serem observados: o cenário externo composto pelos concorrentes, clientes, variações econômicas e políticas, legislação, tendências de consumo, eventos grandiosos ou a ausência deles, entre tantos outros fatores; e o cenário interno composto por cultura, desempenho e eficácia, indicadores gerenciais, competência, motivação e comprometimento do pessoal, recursos disponíveis e qualquer outro fator que possa influir nos resultados. Trata-se, fundamentalmente, de entender uma cultura onde o planejamento de cada ação deve estar alinhado e interligado com todas as decisões fundamentais. Não existe hipótese de se trabalhar com apenas um dos fatores e não atentar para os demais. Todos só podem existir se bem alinhados e integrados e esta integração só pode ser garantida através dessa cultura. Invista tempo no planejamento de sua empresa, de sua área de trabalho, começando pelo planejamento de sua vida. Integre os três para que aconteça tudo o que idealizou. Depois, é só comemorar!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Categorias

Please reload

Newsletter

Redes Sociais

  • Facebook
  • Linkedin
  • Youtube
  • Instagram

Posts Recentes

Please reload

Copyright © 2018 Ancona Consultoria. Todos os direitos reservados.
  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon