Como vender mais e melhor. Como atrair clientes para minha loja

Para atrair o consumidor não basta ter uma franquia bonita. Também é preciso promover ações para ir onde o cliente está. Coisas simples que irão mostrar ao cliente que você existe por causa dele.

 

1 - Conheça o seu cliente

Provavelmente, o que fez você preferir abrir uma franquia a empreender sozinho foi a experiência da franqueadora, que o ajudou a definir o ponto comercial com base em informações do perfil de público da marca.

Você está convicto que tomou a decisão certa, pois o trabalho está completo.

Aí está o engano. Para atrair o seu público-alvo, você tem que ir para a rua e descobrir como ele se comporta. Converse com outros lojistas que estão perto de você. Isso inclui a concorrência. Pode ser que você seja recebido por eles com certa desconfiança, mas não desista.

Aos poucos você vai reconhecendo o perfil dos consumidores que costumam comprar naquela região. O importante é não se contentar apenas com a classificação do perfil econômico dos moradores.

 

Quer um exemplo?

Vamos supor que você é um franqueado de uma rede de farmácias para um público. A Sua loja é linda e está em um bairro com bom poder aquisitivo. Só que a maioria dos moradores dos prédios e das casas mais próximas da sua unidade são recém-casados e têm filhos pequenos.

A maneira de atrair estes clientes, o atendimento e o mix de produtos será totalmente diferente de um franqueado da mesma rede, mas que está em um bairro com grande número de aposentados.

 

Então fique atento!

Mesmo que franquias sejam modelos de negócios estruturados, isso não significa que não possam existir diferenças. O seu dever é conhecer quem esta à sua volta. Só assim você saberá como atraí-los.

“Foque bem no público que você pretende atingir e entenda como se comunicar de maneira efetiva com eles”, afirma Ana Vecchi, diretora da Consultoria Vecchi Ancona- Inteligência Estratégica.

 

2 - Faça ações de marketing local

Tudo bem... você vai falar que já paga o fundo de marketing. Mas isso não é suficiente. É indispensável promover ações locais específicas para o público que está próximo da sua loja.

O fundo de marketing é utilizado pela franqueadora para financiar as grandes campanhas da marca, com alcance maior, como anúncios de TV, internet, rádios e jornal ou campanhas nacionais nas mídias sociais.

Já ações de marketing local, como próprio nome diz, têm o objetivo de alcançar os consumidores mais próximos à sua loja. É você falando diretor com o seu cliente.

Vamos voltar ao exemplo da farmácia para te mostrar a importância do marketing regional.

Você abre sua loja no mês de abril. Em maio, a franqueadora lança uma grande promoção de óleos infantis. Porém, como você é novo na vizinhança, muita gente ainda nem sabe que você existe. Talvez alguém próximo à sua loja irá se deslocar para o outro bairro para aproveitar a promoção anunciada. Resultado: você certamente vai deixar de faturar tudo o que poderia.

 

DICA IMPORTANTE

PLANEJE A AÇÃO COM O FRANQUEADOR

Investir em marketing local, não significa que o franqueado deve sair correndo, fazendo qualquer tipo de ação. “É fundamental ter autorização e orientação da franqueadora, para ter uma ação que seja coerente com a linha de comunicação de empresa e que o investimento traga bons resultados. Não adianta querer fazer todas as ações existentes, mas mal feitas”, diz a consultora Ana Vecchi.

 

3 - Realize promoções periódicas

Não há consumidor que resista a uma boa promoção. Por isso mesmo, fazer uma campanha de descontos ou criar condições especiais de compra são ferramentas poderosas para atrais os clientes. O segredo aqui é identificar os momentos em que você pode fazer isso sem correr o risco de prejudicar os resultados da sua franquia.

“Descontos e promoções não podem ser feitos a toda hora. Os lojistas que baseiam a política comercial das suas franquias em preços baixos não conseguem ter um bom faturamento e mal conseguem pagar as contas”, diz a consultora Ana Vecchi.

Além disso, a especialista lembra que o lojista que torna os descontos uma prática e não uma exceção desvaloriza a marca e a própria franquia. “Nesse caso, quando desejar praticar o preço correto, ele não vai conseguir mais, porque os clientes não vão aceitar, principalmente os que se fidelizaram ao ponto de venda, e não necessariamente à marca.”

(....)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Categorias

Please reload

Newsletter

Redes Sociais

  • Facebook
  • Linkedin
  • Youtube
  • Instagram

Posts Recentes

Please reload

Copyright © 2018 Ancona Consultoria. Todos os direitos reservados.
  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon