Franquia é uma ótima opção, mas...

Se você está em uma dessas situações:

- Cansou de ser empregado

- Se aposentou

- Quer empreender

- Quer abrir um negócio para a família e continuar trabalhando como empregado

- Está desempregado e tem algumas economias

 

Bom, é nesse tipo de situação que as pessoas pensam em ter um negócio próprio.

E, quando começam a procurar, quase sempre se deparam com a possibilidade de abrir uma franquia. Mas por que essa ideia surge com tanta frequência?

A resposta está nas características básicas do sistema de franquias, que começou nos Estados Unidos e invadiu o mundo, criando raízes profundas no Brasil.

Muitos especialistas em franquias dizem que o primeiro pensamento de quem se candidata a entrar em uma rede é: “como eu não sei fazer um negócio sozinho, com certeza será mais fácil se eu entrar em uma rede existente, em que vão me ensinar a operar”.

Não há nada de errado nessa ideia, mas ela abriga alguns aspectos que precisam ser conhecidos pelos pretendentes a franqueados. Deve-se levar em consideração, por exemplo, que nem todas as pessoas têm perfil para operar uma loja.

Para começar, é importante conhecer, então, as características que diferenciam o sistema de franquias dos demais tipos de redes de varejo e lojas.

O sistema tem dois atores principais: o franqueador e o franqueado.

O franqueador é quem autoriza o franqueado a explorar uma marca comercialmente. Além disso, ele permite que seus franqueados distribuam os produtos ou serviços da marca em um mercado definido e utilizem o sistema de operação e gestão que a marca desenvolveu para toda a rede.

Trocando em miúdos, o franqueador oferece:

- Uma marca

- Produtos ou serviços

+ Um sistema de operação e gestão.

 

E é justamente isso que torna o sistema de franquia tão atraente aos olhos de quem quer ter um negócio. Ele alia uma marca forte, que muitas vezes tem uma rede consolidada, produtos ou serviços já desenvolvidos, regras e manuais de operação, projeto de arquitetura do ponto de venda, comunicação visual e propaganda definidos. Parece, aos olhos dos leigos, que basta entrar na loja no dia seguinte e começar a ganhar dinheiro.

Não é bem assim... O sucesso de quem ingressa em uma rede de franquia depende, e muito, da própria pessoa, de sua capacidade de liderar os colaboradores e tocar uma operação comercial. Muitas dessas coisas, você possivelmente já sabe fazer, mas ninguém sabe tudo. Então você terá que se capacitar.

Além disso, uma questão muito importante em relação à decisão de continuar no emprego, montar um negócio independente ou comprar uma franquia é: qual a sua expectativa em ter uma franquia ou uma franquia ou uma franquia específica?

 

Dica do Especialista

“Se a primeira resposta é qualidade de vida, é melhor fazer qualquer outra coisa na vida, mas não ter uma franquia. Por mais que o franqueado tenha todo o suporte do franqueador, quem vai fazer a diferença no ponto de venda é ele”.

 

Por: Ana Vecchi

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Categorias

Please reload

Newsletter

Redes Sociais

  • Facebook
  • Linkedin
  • Youtube
  • Instagram

Posts Recentes

Please reload

Copyright © 2018 Ancona Consultoria. Todos os direitos reservados.
  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon