Tendência: Mercado de congelados mudou de cara

March 3, 2016

A falta de tempo é um dos males do século. Devido à correria do dia-a-dia, a alimentação mais prática, aliada á proposta de ser saudável ou não, passa a ser a primeira opção. O consumo de comidas congeladas vem se destacando entre as comidas de preparo mais rápido.

Em 2015, este mercado que abrange pratos prontos e semiprontos teve crescimento de mais de 10%, segundo dados da ABIA - Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação e faturamento de, aproximadamente, R$ 14,4 bilhões devido a uma conjunção de fatores como pessoas que não sabem ou não gostam de cozinhar, as que moram sozinhas - tendência muito forte de comportamento, as que não têm tempo, percepção de praticidade e relação custo x benefício por não precisar ir a mercados e mercearias com maior frequência e/ou não precisar de domésticas ou cozinheiras quando habilidade e tempo interferem na qualidade e variedade postas à mesa. São muitas as questões que justificam a crescente procura por congelados, uma vez que a própria indústria desses produtos demonstrou clara preocupação com o quesito saúde, na redução de sódio por exemplo, utilizando o que há de mais moderno em termos de processamento e conservação para conseguirem preservar o sabor e os nutrientes dos ingredientes, conhecimento das tendências de comportamento da população que passou a morar mais sozinha e passou a oferecer as mono porções, modificando a proposta da comida para toda a família de, em média 4 pessoas, em um dia que a mãe não precisasse perder tempo e entrasse com uma pizza, lasanha, croquetes ou almôndegas para diversificar. Os pratos do dia a dia, os saudáveis e equilibrados, os gourmets, os da lanchonete, assim como os existentes que se mantiveram e foram renovados, fazem parte da composição de pratos ofertados aos consumidores. Os supermercados estão de olho no segmento e trabalham com uma ampla variedade de pratos e propostas gastronômicas.

Além disso, o que cabe de novidade neste mercado? O conceito grab & go nos PDVs também se utilizando dessa mesma proposta.

A empresária Lucia Murad Neffa (Xuxu), proprietária da empresa Maria Honos, fabricante de alimentos congelados do Grupo Neffa, com sede em Vitória (ES) e cliente Vecchi Ancona, faz parte dessa pauta em entrevista com Ana Vecchi e trabalharam arduamente em várias frentes de atuação para a marca.

 

Leia a matéria na íntegra.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Categorias

Please reload

Newsletter

Redes Sociais

  • Facebook
  • Linkedin
  • Youtube
  • Instagram

Posts Recentes

Please reload

Copyright © 2018 Ancona Consultoria. Todos os direitos reservados.
  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon