Boom Passageiro | Food Trucks já vivem momento de consolidação


Se no início do ano passado os trucks eram protagonistas em todos os debates sobre tendências do food service, em 2016 o cenário já é bem diferente. Sofrendo com a própria queda da alimentação fora do lar, com a dificuldade de trabalhar preços mais atrativos, em função de investimento e alugueis altos nos bons pontos, os Food Trucks agora buscam mais estrutura e profissionalização. "O fato é que aqueles que apostaram em processos e na formatação adequada do negócio estão vencendo os obstáculos e conseguindo crescer. A febre de que qualquer caminhão com qualquer tipo de cardápio, preço e em qualquer lugar funciona, não existe", Ana Vecchi, sócia-diretora da consultoria Vecchi Ancona, em entrevista ao Portal Giro News. Momento de Adaptação Estima-se que cerca de 1,2 mil food trucks estejam em operação em todo o Brasil - 500 deles em São Paulo. A curta vida deste mercado faz com que ele ainda viva uma constante adaptação de todos os processos, de questões que geraram entraves e inibiram a expansão e entrada de novos players. "Outro ponto importante: os locadores de espaços também não podem cobrar mais caro que um shopping center. As adequações nasceram em função das dificuldades que começaram a aparecer depois que as vendas começaram a ser tornais mais reais e as contas a não fechar com boa margem de lucro", complementa Ana Vecchi.

Categorias

Newsletter

Redes Sociais

  • Facebook
  • Linkedin
  • Youtube
  • Instagram

Posts Recentes