O que é e como criar um Plano de negócios

August 30, 2018

 

Um plano de negócios é algo fundamental e básico para qualquer empresa que pretender crescer e expandir seus negócios. O conceito do plano de negócios é bem simples, mas sua importância para o sucesso de um empreendimento faz com que cada detalhe deva ser meticulosamente elaborado.

 

Antes de tomar qualquer passo na vida precisamos de planejamento. Seja para viajar, comprar um carro, abrir uma empresa ou mudar o rumo de algo que já está caminhando, é sempre necessário se planejar. É disso que se trata um plano de negócios: colocar no papel cada especificidade envolvendo o seu negócio, seja ele algo novo ou já em andamento. O plano de negócio orienta o administrador sobre como iniciar seu empreendimento, expandir o seu negócio, ou reestruturar sua operação.

 

O público-alvo do plano de negócios

 

A elaboração do plano estratégico do seu negócio deve ser um processo dinâmico, fazendo parte do sistema e da política da empresa, sempre de forma participativa entre os principais envolvidos e deve ser adotado de forma contínua, para se tornar um instrumento relevante para lidar com as mudanças do meio ambiente interno e externo da empresa. Um verdadeiro guia para o sucesso da organização, combinando estratégia com o dia a dia prático da realidade empresarial.

 

Assim como a sua empresa e o mercado onde ela atua, o plano de negócios é um documento vivo, no sentido de que deve ser constantemente atualizado para que seja útil na realização dos objetivos dos empreendedores e de seus sócios.

 

O plano de negócios não é importante apenas para quem comanda a empresa. Ele também é utilizado para comunicar os rumos da companhia aos investidores, que podem decidir se aplicam ou não seus recursos no empreendimento, de acordo com a consistência e os objetivos apontados neste plano.

 

O que compõe o plano de negócios

 

O plano de negócios consiste na descrição de um empreendimento, projetando estratégias operacionais para a inserção no mercado e seu desenvolvimento, além de prever resultados financeiros. Em se tratando de novos negócios, o modo como a empresa pretende se inserir no mercado é um dos pontos fundamentais deste planejamento.

 

Ao abrir o documento do plano de negócios, logo nas primeiras páginas devemos ter o sumário executivo. Este nada mais é que o resumo de todo o planejamento, com não mais do que três páginas. Porém, apesar de ser o primeiro e o mais importante ponto do plano de negócios, deve ser feito por último por se tratar de um resumo de tudo o que está por vir.

 

Ao longo do plano de negócios é necessário pontuar uma série de diretrizes e objetivos para a empresa. Definir claramente o conceito do negócio, seus principais diferenciais e objetivos financeiros e estratégicos; relacionar os produtos que serão oferecidos ao mercado; suas vantagens competitivas em relação aos outros players de mercado; definir quem será seu público-alvo, como eles serão localizados e impactados; quem serão seus concorrentes, o investimento necessário para entrar neste mercado e qual a previsão de retorno nesse investimento.

 

É fundamental estipular prazos bem definidos para atingir as metas propostas. Deixar bem claro e mapeado de maneira detalhada como serão alcançados os objetivos do negócio: o que será feito, por quem será feito e como será feito. No caso de novos empreendimentos, ter todos esses pontos bem definidos é importante até para o caso de necessidade de capital externo. O plano de negócios é um documento necessário como instrumento de solicitação de empréstimos e financiamentos junto a instituições financeiras; assim como no caso de empresas que pretendem atrair novos sócios e investidores.

 

Para alcançar seus objetivos, é preciso uma equipe profissional bem selecionada e treinada. É importante apontar no plano de negócios qual é o perfil procurado para montar o time mais adequado com as metas da empresa, além do investimento em folha salarial e treinamento para estes colaboradores.

O planejamento não é feito apenas de sonhos. É de suma importância apontar também quais os riscos e ameaças e como minimizá-las, os pontos fortes e fracos da organização em comparação com seus concorrentes. A famosa análise SWOT.

 

Plano de negócios para novos rumos e novas empresas

 

Estruturalmente, não há profundas diferenças entre um plano de negócios de uma nova empresa para o de outra já consolidada e que pretende tomar novos rumos. O diferencia um plano de negócios do outro é o objetivo que a empresa pretende alcançar: foco no crescimento do empreendimento ou a criação de uma nova linha de negócios, por exemplo.

 

As seções que compõem um plano de negócios podem ser padronizadas para facilitar o entendimento. Porém, a elaboração do plano de negócios não deve se restringir a um modelo pré-estabelecido. Este é um dos erros mais comuns na criação e escrita destes planos: a pouca originalidade. Se o seu novo negócio tem um diferencial para o mercado, seu plano de negócios também deve ter um diferencial. Muitos empreendedores limitam-se a copiar estruturas e utilizar as mesmas informações de outros documentos. Assim como cada negócio tem suas particularidades, seu planejamento também deve contê-las em seu conteúdo. Planos bem escritos e fundamentados com solidez é que abrem as portas da oportunidade, atraindo investidores e novos sócios.

 

Entenda os interesses de quem vai ler seu plano de negócios

 

Para muitos leitores de planos de negócios, a seção financeira é a parte mais relevante do plano, pois é a partir dela que é possível identificar as necessidades financeiras para o empreendedor. É nesta parte em que é possível analisar o potencial de retorno financeiro do negócio. Assim, uma análise sólida da própria empresa e do mercado é fundamental para dar consistência ao seu plano. Um dos grandes erros neste momento de análise financeira é fazer projeções otimistas demais. Não é com exageros que se convence um investidor, é com racionalidade e análises realistas.

 

Há uma série de erros muito comuns em planos de negócios, que ocorrem graças ao turbilhão de ideias que surgem naturalmente na cabeça do empreendedor. E eles são facilmente perceptíveis por quem está habituado a ler este tipo de documento. Sistemas de gestão mal concebidos, análises incorretas ou superficiais da concorrência, plano financeiro inconsistente, inexistência de um plano estratégico e análises otimistas e exageradas demais em relação a metas e prazos são só alguns dos erros mais comuns.

 

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a entender o que é um plano de negócios e sua estrutura básica. Se você está pensando em expandir os seus negócios e gostaria de ajuda no processo, fale com um consultor da Ancona Consultoria e faça uma avaliação do seu plano de negócios.  Para receber mais conteúdos como este, se inscreva em nossa newsletter e não perca nenhuma novidade.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Categorias

Please reload

Newsletter

Redes Sociais

  • Facebook
  • Linkedin
  • Youtube
  • Instagram

Posts Recentes

Please reload

Copyright © 2018 Ancona Consultoria. Todos os direitos reservados.
  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon